Depois de tanto ouvir falar maravilhas a respeito de Braid mas sempre procrastinar colocar o jogo em segundo por conta das prioridades do trabalho, resolvi baixar a demo do jogo no Steam só para conferir se ele merecia tanto alarde.

Resultado? O jogo é foda e vai além, consegue pegar um estilo que já está um tanto quanto saturado e dar uma nova força! Mas a coisa que eu tinha em mente durante todo o momento em que joguei Braid foi que esse jogo poderia ter saído antes pelo fato da sua idéia principal ser tão simples que dá raiva de alguém não tê-la tido antes!

Mas também sei que Braid não teria condições de sair pro Nintendo, pro Master System ou até mesmo para algum dos computadores que serviam de plataforma game (Como Commodore, Amiga ou MSX) pois acredito, com meus rasos conhecimentos em hardware, que tais máquinas não dariam conta de armazenar as ações ao decorrer das fases.

Então, dando uma pesquisada extra sobre Braid, acabei encontrando esse pérola que ilustrou perfeitamente o que eu estava pensando: Como seria Braid em um console antigo? Melhor ainda! Como seria Braid no Super Nintendo, a.k.a. meu console favorito.

Só ficou faltando aquele selinho de "Only for Super Nintendo"

Apesar de achar que Braid só seria viável em um console como o PSX ou Saturn, por conta do armazentamento e do processamento, essa Box Art ficou realmente muito bacana e o responsável por ela é ninguém mais ninguém menos que David Hellman, o rapaz responsável pela direção de arte do game.