Informações gerais

Ano de lançamento: 1993
Console: Super Nintendo.
Fabricante: Capcom.
Gênero: Adventure.
Número de jogadores: 1 ou 2.

A turma do pateta ataca no Super Nintendo

A turma do Pateta foi uma série muito divertida surgida no inicio da década de 90. Pateta e Bafo-de-Onça agora são vizinhos e pais de família. Além dos pais aprontarem muitos, seus filhos são grandes amigos. Essa galera fez a alegria da criançada na época em que o SBT passou o desenho no Disney Club. Não seria novidade que Pateta e sua turma estrelassem um game.

Já era meio que uma tradição que games baseados em personagens da Disney fossem ao estilo ação plataforma, Goof Troop fugiu essa regra. A primeira coisa que Goof Troop me lembrou foi os games da série Zelda. Não sei se a semelhança foi intencional, mas sendo ou não, Goof Troop é um game feio sob medida para quem curte um bom adventure.

História

A história é bem interessante, em um belo fim de semana de sol, Pateta e Bafo levam seus filhos para uma relaxante manhã de pescaria e contato com a natureza. Tudo corria muito bem, até que um estranho navio leva o barco de Bafo e BJ. Pateta e Max seguem o navio até uma ilha longe de tudo. E isso não é nada perto do que nossos heróis descobrem, a ilha pertence a um perigoso grupo de piratas. Agora, Pateta e Max vão explorar as cincos áreas da ilha até encontrar seus vizinhos e salvá-los desses malvados piratas.

Pateta ou Max?

Para salvar seus vizinhos, Pateta e Max vão ter de se aventurar em cinco áreas da ilha e destruir o chefão de cada uma delas. Mas para isso, você terá de suar e pensar bastante.

No inicio do game você pode escolher jogar com Pateta ou com Max, a diferença entre ambos é que Pateta é mais lento, já Max pode correr, o que facilita bastante quando você tiver de fugir de muitos inimigos. Também é possível jogar Goof Troop com dois jogadores.

Explorando a ilha

Para salvar Bafo e BJ, você terá de passar por cinco fases cheias de piratas e puzzles. Pateta e Max só podem atacar seus inimigos usando os objetos que estão nos cenários. Objetos como blocos pedras podem ser chutados para matar qualquer pirata que esteja no caminho ou então arremessando barris ou pedras neles. Alguns inimigos são derrotados com dois barris, outros até mesmo seguram o barril que você jogar contra eles.

Os blocos de pedra também são necessários para resolver os puzzles. Há muitos deles no jogo todo e conforme você avança nas fases eles ficam mais complicados de serem resolvidos. Para abrir algumas portas você deve achar uma solução para encaixar as pedras nos espaços marcados no chão. Por isso, se você não tiver paciência para raciocinar, Goof Troop não vai ser nenhum pouco atraente.

Levando itens

Durante sua aventura, Pateta e Max encontrarão itens muito importantes, eles são: Armas de gancho, tabuas de madeira, velas, pás de cavar, sinos e chaves.

Com as armas de gancho pode-se atrair barris e itens que recuperam a energia, paralisar e empurrar piratas, matar animais e criar caminhos entre abismos. Quando você usa o gancho para criar os caminhos você o perde automaticamente. As tabuas de madeira preenchem buracos que estão no caminho, de modo que Pateta e Max podem prosseguir. As velas aumentarão o campo de visão em lugares escuros, facilitando atravessar esses lugares. Com a pá você pode cavar os campos de terra, geralmente você encontra muitos itens de cura enterrados nesses campos de terra. Os sinos chamam a atenção dos inimigos para Pateta e Max, às vezes você precisará fazer isso para resolver alguns puzzles. E finalmente… As chaves, claro que elas dispensam qualquer explicação.

Além desses itens, há também os de cura. As amoras dão um coração para Pateta e Max, as bananas darão dois corações. A cada sete corações você ganha uma vida extra, quando eles são atingidos os corações são perdidos, se Pateta e Max são atingidos estando sem nenhum coração, uma vida será perdida. Há também dois tipos de cristais, os vermelhos valem uma vida e os verdes um continue.

Parte técnica

São muito bons. Como de costume, as produtoras costumam caprichar em games inspirados nos personagens Disney. Os cenários estão muito bem construídos. Goof Troop se passa numa ilha tropical, logo, os cenários são praias, florestas, cavernas e até mesmo um castelo.

Os personagens também estão perfeitos. Pateta e Max tem o mesmo visual do desenho, os piratas também ficaram ótimos. O principal detalhe fica por conta do rosto dos personagens que ficou bem detalhado. Os chefes são monstros muito bem feitos. Gráficos nota 10.

Os efeitos sonoros são poucos, mas cumprem bem sua função. Gosto bastante do som quando Pateta e Max pegam um item, lembram bastante um game de RPG. Nenhum som é irritante ou ruim.

A trilha sonora é muito legal e grudenta, e já que em Goof Troop você demora a completar as fases, as músicas acabam ficando na sua cabeça. Todos os temas são do tipo infantil e são muito divertidos. Os games da Disney costumam trazer trilhas sonoras bem gostosas de ouvir.

Controles e dificuldade

Não há muitos comandos. Pateta e Max podem chutar blocos de pedras, carregar objetos nas fases e usar os itens. Para selecionar um dos itens basta apertar L ou R.

A dificuldade é mediana, à medida que você avança nas fases os inimigos ficam mais agressivos e os puzzles mais complicados de serem resolvidos. Os chefes são bem fáceis de ser derrotados, a tática para derrotá-los é bem simples, desviar de seus ataques e jogar de volta os objetos que jogarem em Pateta ou Max.

Conclusão.

Goof Troop é um game bem divertido, para aqueles que gostam de aventura com boas doses de quebra-cabeças este game vai ser bem divertido, já terminei este game várias vezes e nunca me canso de jogá-lo do inicio ao fim, uma vez que você decora a resolução das puzzles é bem rápido de terminar. Como foi um dos games que mais joguei no meu velho SNES até hoje me lembro das Puzzles. Jogo 100% garantido.